Inadimplência Cai e Juros Sobem

Inadimplência Cai e Juros Sobem

No mundo inteiro a regra financeira que determina a taxa de juros é o risco da operação, quanto maior o risco de inadimplência no empréstimo, maior os juros. Ato contínuo a notícia anterior ( www.coblog.com.br ) de aumento dos juros, o Indicador de Inadimplência do Consumidor, calculado pela Serasa Experian, caiu 1,5% em outubro na comparação com setembro, registrando a segunda queda mensal após seis altas consecutivas. Em relação a outubro de 2010, houve alta de 19,2%. No acumulado do ano até outubro, o índice registra aumento de 23% na comparação com o mesmo período do ano passado.
De acordo com nota divulgada hoje pela Serasa Experian, o recuo do índice foi puxado por dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia, energia e água), que caíram 2,8%, e bancárias, que tiveram redução de 2,7% em relação a setembro.
Isso comprova as denúncias anteriores que o escritório Pinheiro Advogados vem tornando públicas. No Brasil a taxa de juros bancário não é determinada pelo risco, mas sim pela lei da oferta e da procura, o que desrespeita além da lógica matemática, a própria Lei, pois a economia é assunto de ordem pública, os bancos privados para funcionarem no país dependem de concessão do Banco Central, que está condicionada ao preenchimento de várias condições, dentre elas o respeito ao princípio da universalidade e desenvolvimento econômico. Veja as notícias anteriores sobre o assunto: www.coblog.com.br

Att.,
Dr. Davi Chedlovski Pinheiro
www.pinheiroadvogados.com.br
OAB/PR 2375

Postado em 16/11/2011

Reblogado de: http://www.coblog.com.br/blog/index.php?cb=pinheiro&tipo=integra&id=54