Inadimplência cai 1,5% em janeiro, aponta Serasa

inadimplencia-958x340

A inadimplência dos consumidores brasileiros caiu 1,5% em janeiro ante dezembro, informou nesta sexta-feira a Serasa Experian, citando aumento das renegociações e recuo nos juros como algumas das causas para o terceiro mês seguido de queda. Na comparação com janeiro de 2012, no entanto, houve alta de 12,9%.

Na véspera, o Serviço de Proteção ao Crédito em parceria com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (SPC/CNDL) afirmou que a inadimplência do consumidor cresceu 11,8% sobre o mesmo mês de 2012 e estimou um crescimento menor das vendas este ano.

Segundo a Serasa, as dívidas não bancárias (cartões, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços) e a inadimplência com os bancos foram as responsáveis pela queda do indicador na comparação com dezembro, com variação negativa de 0,5% e 3,3%, respectivamente.

Os títulos protestados subiram 14,8% e impediram uma queda maior da inadimplência, informou a Serasa.

O valor médio da inadimplência não bancária caiu 53,5% em janeiro de 2013, em comparação com o mesmo mês de 2012 – de 657,92 reais para 305,76 reais. Em compensação, tiveram alta os valores médios de cheques sem fundos (11,5%), títulos protestados (5,6%) e dívidas bancárias (2,3%), na mesma base de comparação.

(Com Estadão Conteúdo)

Att.,
Dr. Davi Chedlovski Pinheiro
www.pinheiroadvogados.com.br
OAB/PR 2375