Caixa registra lucro recorde de R$ 6,1 bilhões em 2012.

 

Caixa registra lucro recorde de R$ 6,1 bilhões em 2012
A Caixa Econômica Federal teve um lucro líquido recorde acumulado de 6,1 bilhões de reais em 2012 – um aumento de 17,1% em relação a 2011.

O resultado foi impulsionado pela carteira de crédito da instituição, que evoluiu 42% nos últimos 12 meses e encerrou o ano com saldo de 353,7 bilhões de reais. Do total de ativos administrados em dezembro (1,3 trilhão de reais), cerca de 702,9 bilhões se referem a ativos próprios, alta de 37,8% em comparação a dezembro de 2011.

 

fotos_24071338

De acordo com a empresa, a expansão da carteira foi influenciada especialmente pelo programa Caixa Melhor Crédito, lançado em abril, que tem como pilares a redução das taxas de juros e o aumento do volume de recursos disponíveis ao mercado, além da orientação para o crédito consciente. A instituição financeira também afirma que mantém rígidos padrões de gestão de risco e, portanto, sua taxa de inadimplência permaneceu praticamente estável em relação ao ano anterior, em 2,08%. 

Crédito – A carteira imobiliária foi a principal linha de financiamento da Caixa no ano e totalizou 205,8 bilhões de reais em dezembro, aumento de 34,6% comparado a 2011. O segmento comercial totalizou 121,5 bilhões de reais da carteira total de crédito da Caixa, mostrando crescimento de 53,2% no ano. Já o saldo de operações de financiamento de obras para saneamento urbano e infraestrutura somou 34,6 bilhões de reais em 2012, expansão de 67,5% em relação a 2011, sendo 30 bilhões em infraestrutura e 4,6 bilhões em saneamento.

Inadimplência – A inadimplência subiu de 2% em dezembro de 2011 para 2,08% ao final de 2012. Para o banco, o crescimento está em uma margem aceitável. O presidente Jorge Hereda destacou que a inadimplência da Caixa é inferior à média do mercado, citando a natureza da carteira de crédito do banco, focado no crédito imobiliário.

Investimentos – Em 2012, a Caixa registrou a entrada de 6,7 milhões de novos correntistas e poupadores que iniciaram relacionamento com o banco, sendo 3,1 milhões de pessoas físicas. De acordo com a empresa foram abertas 653 novas unidades, sendo 559 agências e 94 postos de atendimento, cujos investimentos somaram 1 bilhão de reais. Além disso, a Caixa investiu outros 2,2 bilhões de reais em infraestrutura de suporte aos negócios e contratados 11 mil novos funcionários, aumentando o quadro de pessoal próprio para 93 mil pessoas.

Aportes do governo – Ao longo de 2012, a Caixa recebeu 13 bilhões de reais em aportes do Tesouro Nacional, em um movimento que foi alvo de controvérsias no mercado, tendo em vista que a operaçãopressionou a dívida pública. Em setembro, época do aporte, o secretário do Tesouro, Arno Augustim, foi questionado sobre a injeção de recursos. Contudo, ainda que os fatos provem o contrário, a instituição negou o favorecimento dos bancos públicos e argumentou que tais instituições (como Caixa e BB) têm funções diferentes dos privados, como custeio à safra agrícola e financiamento do Minha Casa, Minha Vida.

 

Comentário: Isso prova que cobrar juros menores é saudável, fica o exemplo para o Banco Itaú, Bradesco, Santander, BV Financeira, etc. que estão experimentando o aumento da inadimplência por conta dos juros abusivos.

 

Att.,

Dr. Davi Chedlovski Pinheiro

www.pinheiroadvogados.com.br

OAB/PR 2375