Inadimplência do consumidor sobe 2,9% em abril, diz Serasa.

O Indicador de Inadimplência do Consumidor, apurado pela Serasa Experian, subiu 2,9% em abril na comparação com março. Em relação a abril de 2012 houve alta de 6,7%. “A inflação elevada reduzindo o poder aquisitivo da renda do trabalhador, o alto comprometimento do salário com dívidas, o crédito mais seletivo nas instituições financeiras e o aumento dos juros contribuíram para o aumento da inadimplência do consumidor em abril”, avaliam os economistas da instituição.

poupança-caixa1

As principais responsáveis pela alta no indicador em abril foram as dívidas com bancos, que subiram 6,7%, e os títulos protestados, que subiram 17,7%. No movimento contrário, cheques e dívidas não bancárias (com cartões de crédito, financeiras, etc) recuaram 2,1% e 0,5%, respectivamente.

Na comparação do acumulado dos primeiros quatro meses do ano com igual período de 2012, a alta foi de 9,5%. O resultado mostra que o índice “continua perdendo fôlego”, diz a Serasa. No primeiro trimestre do ano ante mesmo período do ano passado, a alta foi de 10,5%.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o valor médio da inadimplência não bancária caiu 15,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os valores médios da inadimplência com títulos protestados, dívidas com os bancos e cheques sem fundos registraram alta de 0,1%, 7,5% e 10,5%, respectivamente.

(com Estadão Conteúdo)

Att.,
Dr. Davi Chedlovski Pinheiro
www.pinheiroadvogados.com.br
OAB/PR 2375