Caixa Econômica tenta parecer boazinha, mas juros ainda estão altos

20130618-100702.jpg
A agência de classificação de risco Moody’s afirmou, nesta segunda-feira, que o novo programa de empréstimos da Caixa Econômica Federal que visa fornecer crédito às famílias de baixa renda para a compra de móveis e eletrodomésticos – o ‘Minha Casa Melhor’ – vai aumentar os riscos de crédito do banco. “A medida é negativa para o crédito da Caixa porque vai aumentar ainda mais sua exposição ao risco de crédito para mutuários de baixa renda que vão financiar essas compras a taxas de juros subsidiadas por prazos mais longos”, disse a Moody’s.
Na semana passada, a presidente Dilma Rousseff anunciou o ‘Minha Casa Melhor’, um programa de crédito para beneficiários do Minha Casa Minha Vida que vai distribuir cartões de crédito com limite de 5 mil reaispara a compra de mobília e eletrodomésticos, com taxa de juros de 5% ao ano e prazo de até 48 meses para pagar. O programa beneficiará famílias com renda de até 5 mil reais mensais e os juros serão subsidiados pela Caixa, com recursos do Tesouro Nacional.
“Somente em 2012, a Caixa registrou crescimento de 42% em seu portfólio de empréstimos, bem acima da taxa de crescimento de 16,4% de empréstimos totais do sistema bancário. A forte expansão para segmentos não tradicionais, como o financiamento de veículos e de pequenos e médios negócios, combinada com investimentos limitados em tecnologia de gestão de risco, significa um aumento de risco para a Caixa”, afirmou a agência.
Na manhã desta segunda-feira, durante o programa seu programa de rádio matinal, a presidente Dilma Rousseff afirmou que 12 mil pessoas já haviam contratado a linha de crédito. O montante total direcionado ao projeto pode chegar a 18,7 bilhões de reais.
(Com Estadão Conteúdo)