Com alta da SELIC Brasil volta a ter o juros mais alto do mundo

20130711-100441.jpg
Taxa de juros reais brasileira, de 2,5%, está atrás apenas da China, com 2,9%. Selic aumentou a taxa em 0,50 na noite desta quarta-feira

11/07/2013, 09:09
AGÊNCIA ESTADO
A elevação da taxa básica de juros (Selic) em 0,50 ponto porcentual na noite desta quarta-feira (10), para 8,50%, colocou o Brasil na segunda colocação do ranking de juros reais do mundo, segundo levantamento feito pelo site MoneYou, que considera as taxas praticadas em 40 países.

Considerando-se as taxas de juros atuais dessas nações, descontadas a inflação projetada para os próximos 12 meses, a taxa de juros reais brasileira, de 2,5%, está atrás apenas da China, com 2,9%. Em termos nominais, o Brasil ocupa a terceira colocação, atrás de Venezuela e Argentina, com taxas de 15,63% e 11,38%, respectivamente.

O levantamento do MoneYou mostra ainda que, se o Comitê de Política Monetária (Copom) tivesse optado por um aumento da Selic de 1 ponto porcentual, o Brasil estaria no topo da lista dos maiores pagadores de juros reais, com 3%. Em contrapartida, a opção pela manutenção do juro básico em 8% colocaria o país na quarta colocação do ranking, com taxa de 2 1%, atrás de Chile (2,3%) e Hungria (2,1%), além da China.