NOTA DE ESCLARECIMENTO E DIREITO DE RESPOSTA À GAZETA DO POVO

direito_de_resposta_pinheiro_advogados_gazeta_do_povoPor determinação de nosso departamento jurídico temos à esclarecer que a publicação postada em 22/07/13 não possui qualquer conotação ofensiva à boa fama do jornal Gazeta do Povo, até porque erros podem ocorrer no jornalismo sem que haja qualquer intenção proposital.

A citada publicação em nosso Blog é reflexo do direito de liberdade de expressão e resultado da manifestação de nossa opinião que goza do status de especialista no assunto da notícia publicada pelo Jornal Gazeta do Povo tendo em vista quatro elementos, à saber: (1) ausência da citação da fonte que apurou o aumento de 20% da procura pelo consórcio, sem mencionar se procura significa ou não contratação, e ainda, sendo os 20% um número estatístico provavelmente arredondado sem qualquer indicação com a palavra “aproximadamente” ou “em média”, por exemplo. (2) a exibição do anúncio de uma administradora de consórcio específica no topo da notícia. (3) a comparação do consórcio com o financiamento sem qualquer explicação ao público sobre as diferenças fundamentais, tendo inclusive noticiado que um em cada cinco financiamentos é consórcio, novamente sem citar a fonte, mas se limitando mencionar a advertência de alguns “analistas” sem transcrever suas opiniões e nem ao menos mencionar quem são. (4) a citação, dentro da notícia, de um serviço específico da administradora de consórcio que por coincidência é mesma anunciante.

Portanto, o questionamento referente aos elementos acima é legítimo e visa apenas somar ainda mais credibilidade ao Jornal, bem como obter maior transparência ao público em geral.

Em razão disso, nós do Pinheiro Advogados estamos divulgando a presente nota de esclarecimento bem como informando sobre a possibilidade do direito de resposta à Gazeta do Povo que sempre esteve disponível por qualquer meio de contato do Pinheiro Advogados e que a partir de agora também poderá ser exercido pelo e-mail: juridico@pinheiroadvogados.com.br , diretamente aqui via comentário abaixo ou via FAX pelo n.º 41 2105-0919, onde ambos estão e estarão disponíveis com a mesma visibilidade da publicação citada.

Att.,

Pinheiro Advogados

OAB/PR 2.375

SAIBA MAIS SOBRE CONSÓRCIO AQUI:

consorcios_para_aquisicao_de_bens_duraveis

DA RESILICAO NO CONTRATO DE CONSORCIO E DA DEVOLUCAO IMEDIADA DOS VALORES AO DESISTENTE