Com juros de 0,24% a.m. Venda de carros nos EUA é a maior em 7 anos

20130802-121454.jpg

As vendas de automóveis nos Estados Unidos alcançaram um valor máximo em 7 anos no mês de julho graças à recuperação das construções, que impulsionaram as compras de pick-ups e de utilitários e as taxas de juros baixíssimas cobradas pelos bancos de lá.
Os juros praticados nos EUA para essa modalidade de financiamento varia em torno de 0,24% ao mês. Só aqui no Brasil que agente paga 1,99% e acha que está barato… saiba mais: Como Funciona Financiamento Veículos nos Estados Unidos.

O auge da construção de casas, um nível ainda baixo das taxas de juros e a expansão da exploração de gás e petróleo de xisto sustentam há vários meses as vendas de automóveis no país.
Segundo os dados atualizados e ajustados às variações sazonais, o conjunto dos fabricantes vendeu 16 milhões de carros em julho, voltando aos níveis de 2007, antes da crise financeira internacional. O colapso da economia prejudicou as vendas de automóveis, que caíram a um nível de 10 milhões de unidades e levaram aos principais fabricantes de Detroit a pedir um resgate ao governo.
Ford e General Motors (GM) iniciaram uma dura reestruturação que implicou na demissão de milhares de trabalhadores. O principal fabricante norte-americano, GM, obteve os melhores resultados em relação a seus concorrentes, com um aumento de 16% a 234.071 veículos. A Ford, segunda maior fabricante dos Estados Unidos, registrou um aumento das vendas de 11,%, chegado a 193.715 unidades, impulsionada pelos veículos pesados.
O maior fabricante mundial, Toyota, que ocupa o terceiro lugar no mercado norte-americano, registrou uma alta de suas vendas de 16%, segundo dados preliminares. A norte-americana Chrysler, filial da empresa italiana Fiat, registrou uma alta de 11% em julho, somando 140.102 unidades, um máximo em sete anos.
(com Agência France-Presse)