REVISÃO FINANCIAMENTO VEÍCULOS

20131008-112805.jpg
O maior problema financeiro que o cliente enfrenta nos financiamentos e arrendamentos é a desvalorização do veículo.
Na metade do carnê, os valores pagos sempre ultrapassam o valor do veículo e você ainda tem mais a outra metade para pagar, ou seja, com a desvalorização, no final do contrato será pago o dobro do valor inicial e ele estará valendo cerca de 40% à menos.
Somado à isso existem várias assessorais, consultorias, associações e institutos oportunistas de “defesa” do consumidor de procedência no mínimo duvidosa que inclusive orientam as pessoas a esconder o veículo, o que além de errado e não traz qualquer benefício.
Somente um verdadeiro Escritório de Advocacia especializado em #DireitoBancario pode ajudar a combater os #JurosAbusivos #ConsulteUmAdvogado e fuja dos picaretas.
Em uma revisão séria as condições absurdas tanto do financiamento quanto no arrendamento pode reduzir as parcelas e saldo devedor de 30% à 40% sem a necessidade de esconder o veículo.

Para pedir a Revisão das suas parcelas você pode:

Comparecer pessoalmente em nosso endereço; (Rua Marechal Deodoro, nº 857, 10º andar – Edifício The World, Centro, Curitiba/PR. Atenção, atendemos somente de segunda à sexta das 9h às 12h ou das 13h às 18h traga seu carnê e cópia do documento do veículo. ATENÇÃO: Atendemos somente o financiado pessoalmente ou o responsável pelo veículo com procuração, se você não for o financiado e não tiver procuração, clique aqui para conseguir uma procuração para ser atendido).

Agendar um horário (sem custo) para evitar filas de espera, pelos telefones (41) 3024-2299 , (41) 2105-0919 , (41) 2105-0915 ou clicando aqui. (ATENÇÃO: Atendemos somente o financiado pessoalmente ou o responsável pelo veículo com procuração, se você não for o financiado e não tiver procuração, clique aqui para conseguir uma procuração para ser atendido)

Considerando um financimanto de 100% do veículo 0KM em jan/07, no valor de R$ 29.548,00 conforme Tabela Fipe cód. n.º 005254-0, em 72X à juros médios de mercado, 2,72% a.m., conforme Banco Central do Brasil – BCB, resulta numa parcela de R$ 940,59. (Fonte: FIPE, BCB e Pinheiro Advogados)

Att.,
Dr. Davi Chedlovski Pinheiro
http://www.pinheiroadvogados.com.br
OAB/PR 2375