Procura de empresas por crédito fica estável em 2013

 


O Indicador de Demanda das Empresas por Crédito ficou estável em 2013 ante o ano anterior, informou nesta quarta-feira a Serasa Experian. Embora tenha ficado em zero, o resultado representou uma melhora do indicador, já que em 2012 houve queda de 5,2% em relação a 2011.
 De acordo com nota, os economistas da Serasa Experian atribuem o comportamento de 2013 à continuidade das sucessivas elevações da taxa básica de juros, o que encareceu o crédito corporativo, e às incertezas quanto ao cenário econômico doméstico.
 O balanço do ano aponta que a busca por crédito cresceu entre as grandes (18%) e médias empresas (3,8%), mas recuou entre as micro e pequenas (-0,5%). Dois dos três setores econômicos pesquisados exibiram alta – empresas de serviços (3,5%) e industriais (1,6%). Já entre as empresas comerciais a procura por crédito caiu 3,2%.
 Na comparação mensal, e sem ajuste sazonal, o Indicador de Demanda das Empresas por Crédito registrou queda de 6,6% ante novembro. Em relação ao mesmo mês de 2012, no entanto, dezembro apresentou alta de 12,9%.
 (com Estadão Conteúdo)
 Att.,
 @DrDaviPinheiro
 www.pinheiroadvogados.com.br
 www.pinheiroadvogados.org
 OAB/PR 2375