Empréstimos do BNDES às empresas subiram 15%


Os financiamentos liberados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para empresas cresceram 15,2% em 2013, para 514,583 bilhões de reais, segundo dados do Banco Central, divulgados nesta quarta-feira. Em 2012, o aumento do estoque havia sido de 13,6%. No ano passado, houve avanço de 1,1% nas linhas de capital de giro, 15,9% no financiamento ao investimento e 21,7% nas modalidades para o setor rural por parte do banco de desenvolvimento.
 Para pessoas físicas, o crédito do BNDES avançou 27,3% no ano passado, para 37,149 bilhões de reais. O BC informou ainda que as concessões do BNDES, que não incluem as operações do BNDESPar, totalizaram 169,7 bilhões de reais em 2013, superando em 22,9% as concessões acumuladas no ano anterior. “Destacaram-se os desembolsos destinados à agropecuária, aos transportes terrestres e aéreos e à infraestrutura urbana”, diz o BC.
 Para este ano é esperado diminuição do volume de empréstimo, conforme já adiantado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, e confirmado pelo presidente do banco, Luciano Coutinho, no ano passado. O porcentual da diminuição de concessão de crédito deve chegar a 20% em relação a 2013.
 O crescente peso dos bancos públicos na concessão de crédito é considerado excessivo pelas agências de classificação de risco, sinalizando problemas fiscais futuros. Daí a intenção do governo de reduzir o ritmo dos aportes. O presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, afirmou ao site de VEJA durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na semana passada, que a redução da participação do BNDES no crédito às empresas abrirá espaço para o mercado de capitais. “A hora é de criar condições para ocupar o lugar do BNDES. Temos um espaço bem definido no Brasil. Mas vamos, sim, ganhar mercado”, afirmou.
 (com Estadão Conteúdo)
 Att.,
 @DrDaviPinheiro
 www.pinheiroadvogados.com.br
 www.pinheiroadvogados.org
 OAB/PR 2375